Qual é o valor do Bolsa Família 2019?

Uma dúvida ainda muito frequente é “Qual o valor do Bolsa Família?”, principalmente por aqueles que ainda não fazem parte do programa.

No entanto, o programa social de transferência de renda Bolsa Família tem mais de um valor de benefício, de acordo com a necessidade da família atendida. Acompanhe o artigo é entenda quanto e como vai receber seu beneficio! Vamos lá? 🙂

Valor do Bolsa Familia

Programa Bolsa Família: Tipos de Benefícios e Valores!

O Programa Bolsa Família–PBF foi implantado no governo Lula em 2003, inspirado no Bolsa Escola, pensado em 1986 por Cristovam Buarque e implementado apenas em 2001 pelo Governo Fernando Henrique Cardoso.

O último reajuste aconteceu em julho de 2018, aumentando o valor dos benefícios, em 5,67%. Levando assim, um pouco mais à mesa de mais de 14 milhões de famílias atendidas pelo programa social.

Por que o valor do Bolsa Família é variável?

Porque o valor do Bolsa Família é, na verdade, uma soma de vários tipos de benefícios que acompanham o programa. Isto muda de acordo com a renda, e a quantidade, e idade das pessoas que formam a família. Ter gestantes também altera o valor.

O benefício é chamado de variável porque depende de fatores que podem mudar facilmente. Alguns são pagos a mães que amamentam, durante alguns meses, outros às famílias que possuem crianças e adolescentes em casa, e que recebem até completarem 17 anos.

Os benefícios variáveis têm um teto, alguns são somados até dois por família, outros, até cinco. Mas, o teto geral ainda é R$372,00 e as famílias não podem receber além disto pelo Bolsa Família.

O valor do Bolsa Família é pago aos beneficiários de acordo com os tipos de cadastros e de benefícios concedidos. Os benefícios estipulados pelo Governo Federal para concessão do Bolsa Família são os seguintes:

ver valor do bolsa familia

  1. Básico — R$ 89,00 por mês;
  2. Variável de 0 a 15 — R$ 41,00 por mês;
  3. Variável à Gestante — R$ 41,00 por mês;
  4. Variável Nutriz — R$ 41,00 por mês;
  5. Variável Jovem —  R$ 48,00 por mês;
  6. Benefício para Superação da Extrema Pobreza —  Este valor varia de família a família.

Tipos de Benefícios e valores

Veja a seguir melhores explicações quanto aos valores e tetos pagos pelo programa.

Benefício Básico

Este benefício é o primeiro que é concedido às famílias que vivem em pobreza extrema. São famílias que recebem mensalmente, até R$ 89,00 por pessoa. Neste, o valor pago inicial é de R$ 89,00 mensais por pessoa.

O valor deste benefício não muda, ele não vai ser pago em dobro, ou com aumento, mesmo que aumente o salário mínimo. Ele só muda por decreto presidencial. Mas, depois de receber este benefício, a família pode passar a receber outros, conforme a necessidade.

Estes outros benefícios, são os benefícios variáveis. E assim, ela passa a receber os R$89,00 + outros valores, que juntos, devem ser limitados à R$372,00.

Benefício Variável:

A família que está em situação de pobreza, ou seja, recebe até R$178,00 por pessoa, mensalmente, pode receber este benefício, desde que tenha na casa, uma gestante, ou nutriz, ou crianças de 0 a 16 anos incompletos.

Aqui o valor pago é de R$41,00 mensais, e a duração do pagamento muda, de acordo com o caso. A família não precisa receber o básico antes. E o teto, é de até 5 benefícios variáveis por mês, somando R$ 205,00. Entenda a seguir os casos dos benefícios variáveis:

Variável de 0 a 15 anos

Pago para aquelas famílias que tem em casa crianças e adolescentes de 0 a 15 anos de idade. O valor do benefício é de R$ 41,00. E, só pode ser pago dois por família. Mesmo que na família hajam mais.

É preciso ainda manter a criança ou o adolescente na escola, com frequência entre 75% e 85% mensais. Além de deixar a carteirinha de vacinação sempre em dia, levando ainda a criança ao médico regularmente.

Se a família não fizer isto, pode receber advertências – que vem até escritas no próprio extrato de pagamento – e ficar sem o benefício caso não resolva a situação. O benefício para de ser pago quando os adolescentes atingem 17 anos.

Variável à Gestante

valor do bolsa familia para gestantePara famílias pobres ou em situação de extrema pobreza, ou seja, que recebem mensalmente, até R$178,00 por pessoa.

É preciso que a gestante procure o posto de saúde para o pré-natal, e que receba um atestado comprovando a gravidez. Depois disto, ela pode procurar o CRAS – Centro de Referência e Assistência Social e efetue o Cadastro Único, caso ainda não tenha feito.

Com o atestado em mãos ela já estará apta a receber o benefício, que pode ser pago durante os nove meses de gestação. Não é possível receber os atrasados, assim, é necessário que a gestante procure o SUS e o CRAS o mais cedo possível.

O valor pago é de R$ 41,00.

Algumas pessoas dizem que este benefício é prorrogado por mais seis meses, mas na verdade o que ocorre é que a gestante deixa de ser gestante, e passa a ser nutriz. Mulher que amamenta. E neste caso, ela pode se enquadrar para receber o Benefício Variável Nutriz.

Variável Nutriz

valor do bolsa familia para quem tem um bebeÉ pago a famílias extremamente pobres, e pobres, com renda per capita mensal inferior a R$178,00, e obrigatoriamente, que tenham crianças entre 0 e 6 meses. O valor é de R$41,00 mensais, por até seis meses, até a criança completar 6 meses.

São recém-nascidos, que ainda são amamentados. Este benefício é pago à mãe que amamenta. Para àquelas que já recebiam o benefício à Gestante, é mais fácil a permanência.

Mas, caso o município não enquadre a família automaticamente, é preciso procurar o CRAS para fazer a atualização do cadastro e requerer o benefício. Ele não é pago retroativamente, ou seja, se começar a receber quando a criança tiver 4 meses, vai receber apenas duas.

É preciso manter o bebê com as vacinas em ordem, e levar ao acompanhamento médico corretamente.

Variável Jovem

É pago às famílias extremamente pobres, e pobres, com renda per capita mensal inferior a R$178,00, e obrigatoriamente, que tenham adolescentes entre 16 e 17 anos. O valor pago por adolescente é de R$ 48,00 por mês.

Mesmo que a família seja composta por mais adolescentes, apenas dois entrarão no programa. O valor máximo por família é de R$ 96,00. É preciso que o adolescente frequente pelo menos 75% das aulas, ou ele perde o direito ao benefício.

Benefício para Superação da Extrema Pobreza

O benefício para superação da suprema pobreza é oferecido unicamente para famílias que ainda estejam em situação de extrema pobreza, ou seja, que continuem tendo apenas R$ 89,00 de renda mensal por pessoa, mesmo participando de outros benefícios do Bolsa Família.

Este valor é um benefício mensal, que pode ser somado aos anteriores, como o Básico, o Variável e o Variável Jovem. Este é o único caso em que o teto de R$ 372,00 por mês pode ser ultrapassado. Apenas para a superação da extrema pobreza.

Como é calculado o Bolsa Família

O cálculo final que vai dizer quais benefícios uma família pode receber, depende de vários dados diferentes:

como saber se tenho direito ao PBF

  • Número de pessoas da família morando na mesma residência;
  • Idade de cada membro da família;
  • Se há ou não gestantes;
  • A renda por pessoa.

A primeira informação é a renda mensal total, e depois, a quantidade de pessoas que vivem na casa, que compõem a família.

—Se o resultado entre a renda mensal total, dividido pelo numero de pessoas, for menor ou igual a R$178,00, a família se enquadra na faixa da pobreza. Pode receber auxílios, desde que haja gestantes, ou crianças de 0 a 16 anos.

—Se o resultado for menor ou igual a R$89,00, a família está vivendo em situação de extrema pobreza, pode receber o auxílio básico, entre outros.

Aumento no pagamento do Bolsa Familia

Todos os anos o governo federal calcula um reajuste de impostos e salário mínimo, seguindo os valores do mercado. Para que a população carente e beneficiária do Programa Bolsa Família possa seguir essas mudanças é importante que o valor do pagamento do programa também seja atualizado.

O último reajuste que ocorreu foi em julho deste ano (2018) no valor de 5,67%. Desde 2013 o benefício foi reajustado apenas sete vezes, ou seja, não existe data precisa e nem certeza de que o reajuste acontecerá em 2019, como não aconteceu em alguns anos, porém, o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, disse em novembro que deverá acontecer aumento do benefício.

Existe um valor máximo para o Bolsa Família?

Falamos aqui que existem variáveis para receber o PBF e que eles dependem de inúmeros fatores, como renda por pessoa, números de menores de idade, etc. No entanto, existe um tamanho máximo de membros da família para receber o benefício?

A resposta é não, porém, existe um valor máximo a ser recebido, ainda que tenha um número grande de menores de idade ou gestantes na mesma casa.

O valor máximo pago para uma família é R$372 por mês, calculado pela variável de tipos de família e benefícios que as acolhem.

Como consultar o Bolsa Família?

Fazer a consulta Bolsa Família é muito simples, os participantes podem podem fazer a consulta:

  • Pela internet no site da CEF no endereço ? aqui ;
  • Pelo número de telefone ☎ 0800 726 0207;
  • Pelo celular com o aplicativo Bolsa Família CAIXA disponivel para download na Google Play Store para Android,  no App Store para Iphone (iOS) e  na loja Windows Phone para aparelhos com  Windows Phone;
  • Ou presencialmente no setor responsável da Prefeitura onde foi realizada a inscrição.

Como receber o Bolsa Família?

É importante sempre acompanhar o calendário Bolsa Família para receber nas datas indicadas.

Cartão Bolsa Família, ou o Cartão Cidadão são as formas principais para receber, para quem não tem conta na Caixa Econômica Federal. Com estes cartões, é possível receber o benefício nestes locais:

  • Casas Lotéricas;
  • Caixas eletrônicos da CAIXA;
  • Agências da CAIXA;
  • CAIXA AQUI;
  • Conta corrente ou poupança simplificada na CAIXA para o Bolsa Família.qual é o valor do bolsa familia por pessoa

Se o beneficiário do Bolsa família tiver interesse em ter uma conta corrente ou uma conta poupança, e conseguir assim algumas das vantagens de ter ‘conta em banco’, é possível fazer a abertura da conta corrente ou poupança sem burocracia nas Agências da Caixa.

A conta é simplificada, tanto na versão conta corrente, quanto conta poupança, sem tarifas, e também é limitada a um certo volume de movimentação mensal. É feito para facilitar a vida de quem recebe o bolsa família.

A pessoa que receber via conta, pode usar diretamente o cartão de debito para fazer compras, porque o benefício cai automaticamente na conta, caso o beneficiário seja o titular.

O cartão aqui, passa a ser o cartão Conta CAIXA Fácil, ou o Poupança Fácil Caixa. E também pode ser usado para saque nos mesmos lugares que usaria o Cartão Social ou o Cartão Bolsa Família.

Como se pode ver, o valor recebido pelo programa, pode variar muito de família para família, pois ele depende de várias condições como se a situação é de pobreza ou extrema pobreza, número de pessoas que moram na casa, se há adolescentes, bebês ou gestantes, entre outras situações.

O Programa Bolsa Família é uma forma de garantir renda mínima de sobrevivência para as famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza. Se sua família está dentro dos requisitos, procure o posto de atendimento na Prefeitura do seu município. Esse é um direito garantido pelo governo federal.

Caso ainda tenha ficado com algum tipo de dúvidas para saber o Valor do Bolsa Família que a sua família tem direito deixe uma mensagem logo abaixo com a sua dúvida ou procure por uma agência da CEF ou centro CRAS. 😉

Deixe o seu Comentário!