Conheça o Telefone Bolsa Família

Quer ter um telefone barato em sua casa com condições especiais na assinatura mensal para fazer chamadas locais para outros telefones fixos? Conheça o Telefone Popular!

telefone popular quem tem direito

TELEFONE POPULAR ➜ O que é, quem tem direito e como funciona!!

O Telefone Popular, uma linha de telefone com tarifa reduzida para famílias de baixa renda que estão inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Como você já deve de saber o Programa do Bolsa Família foi criado em 2003 pelo Governo Federal brasileiro para beneficiar famílias em situação de pobreza ou pobreza extrema com um complemento de renda mensal para que elas possam garantir uma vida mais digna, acesso a necessidades básicas como saúde e educação e também para que um dia elas tenham condições de melhorar sua situação.

Entretanto, ainda existem algumas necessidades que podem ser consideradas básicas, mas que são de difícil acesso para famílias nesta situação. Uma destas necessidades é uma linha de telefone fixa. O que, a princípio, pode parecer um artigo de luxo, pode ser muito valioso em uma emergência ou para famílias que possuem pessoas enfermas em suas casas. Por isso o Governo Federal criou o programa do Telefone Popular, que ficou popularmente conhecido como Telefone Bolsa Família.

Como surgiu o Telefone Bolsa Família?

OAcesso Individual Classe Especial-AICE mais conhecido como Telefone Popular ou Telefone Bolsa Familia foi criado no ano 2012 no governo da presidenta Dilma Rousseff com Anatel  junto às concessionárias de telefonia fixa, previsto no Decreto nº 7.512/2011.

Quem tem direito ao Telefone Popular (AICE)?

O programa visa beneficiar as famílias inscritas no CadÚnico com dados atualizados nos últimos 24 meses, como é o caso de famílias que por exemplo recebem o Bolsa Família.

É muito importante que os dados cadastrais tenham sido corretamente atualizados nos últimos dois anos, e manter sempre eles atualizados para ter direito a se inscrever no telefone popular.

O objetivo é oferecer uma linha de telefone fixa com valores de tarifas muito abaixo dos praticados no mercado, a fim de garantir à estas famílias carentes ou de baixa renda o importante acesso à comunicação.

O que é o Cadastro Único para programas sociais?

O Cadastro Único é uma base de dados com informações sobre todas as famílias brasileiras de baixa renda que se inscrevem no CadÚnico para receber alguma classe de ajuda do governo brasileiro.CadUnico

Todas essas informações podem ser usadas pelo governo federal, estadual e até municipal para reunir dados socioeconômicos das famílias inscritas, assim o governo consegue  análisar e achar soluções as suas principais necessidades.

É por meio da inscrição no Cadastro Único que as famílias de baixa renda passam a ter acesso a uma série de benefícios dos programas governamentais, tais como:

  • Programa Bolsa Família;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica
  • Carteira do Idoso;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Bolsa Verde;
  • Telefone Popular;
  • Programa Minha Casa Minha Vida, entre outros programas sociais.

Que famílias podem se cadastrar no CadÚnico?

Qualquer família de baixa renda em situação de pobreza ou extrema pobreza tem o direito a se inscrever no Cadastro Único. São consideradas famílias de baixa renda aquelas com:

  • Renda familiar mensal de até meio salário mínimo por pessoa;
  • Renda familiar total de até 3 salários mínimos.

Que famílias são consideradas pobres ou extremadamente pobres?

Onde fazer o Cadastro Único?

O Cadastro Único é feito através do órgão responsável na Prefeitura do Município onde a família reside, que muitas vezes é no CRAS (Centro de Referência de Assistência
Social). Portanto, para famílias que precisam de renda mínima necessária para sua sobrevivência, é importante buscar o setor responsável pelo programa e fazer sua inscrição.

Os profissionais responsáveis pelo CRAS em cada município irão fazer o cadastro e, posteriormente, as verificações e entrevistas para que a família possa começar a receber as parcelas mensais a que tiver direito.

Documentos necessários

Ao fazer o Cadastro Único, o responsável pela família, seja o pai ou a mãe, deve levar consigo os documentos dos membros da unidade familiar:

  • Carteira de Identidade (RG) atualizada;
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Título de Eleitor;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social;
  • Certidão de nascimento ou de casamento;
  • Comprovante de renda (holerite);
  • Comprovante de endereço (conta de luz por exemplo).

Para cada filho ou dependente, é preciso apresentar os seguintes documentos:

  • Certidão de nascimento ou Carteira de Identidade (RG);
  • Atestando de frequência escolar.

Para maiores informações sobre o cadastramento no Cadastro Único ligue para o MDS no número de telefone 0800 707 2002 ou confira aqui em nosso site como é feito o Cadastro Bolsa Família.

Como funciona e quanto custa o Telefone Popular?

O Acesso Individual Classe Especial (AICE), o Telefone Popular é um telefone fixo residencial pós-pago, os beneficiados terão direito a até 90 minutos em ligações locais de fixo para fixo pagando uma assinatura mensal entre R$ 13,00 e R$ 15,00 (dependendo dos impostos e contribuições estaduais) mensais.

Mesmo que a franquia de minutos do Telefone Popular  tenha acabado você continua recebendo chamadas e continua podendo fazer ligações para serviços de emergência, chamadas a cobrar  ou ligar em números 0800.

como funciona o telefone bolsa familia

OBSERVAÇÃO: a franquia de 90 minutos é mensal, isso quer dizer, caso a família não utilize os 90 minutos de cada mês, não terá direito a usar os minutos restantes no próximo mês. Os minutos não são cumulativos.

Caso use toda a sua franquia mensal de 90 minutos ou para fazer chamadas para telefones celulares, chamadas de longa distância nacional e até ligações internacionais será necessário fazer uma recarga dos créditos ao telefone popular. Para mais informações para comprar créditos pré-pagos entre em contato com sua concessionária de telefonia fixa para se informar.

Normalmente a recarga de créditos dependendo da operadora pode ser feita em casas lotéricas, lojas físicas, pontos de venda autorizados ou no canal de atendimento telefônico da operadora.

A grande vantagem deste programa é a tarifa reduzida, que possibilita que famílias carentes beneficiadas pelo Bolsa Família ou outros programas do CadÚnico possam ter acesso a uma linha telefônica. Além disso, o pagamento da fatura é muito facilitado, podendo ser parcelado até mesmo se o valor for muito baixo. E por fim, também não é necessário fazer a recarga de créditos todos os meses, você só precisa fazê-lo quando desejar utilizar a linha, e sem correr o risco de perde-la.

Quanto custa a instalação?

Dependendo da prestadora e a localidade atendida pode ser cobrada uma taxa única pela instalação da linha telefônica, no custo de entre R$ 30 a R$ 200. Confira com a prestadora.

Como adquirir o Telefone Bolsa Família?

Para ter uma linha do Telefone Social é necessário que a sua família esteja incluída no Cadastro Único do Governo Federal e com todas as informações do CadÚnico atualizadas. 

Caso a sua família ainda não esteja inscrita, você deve comparecer à Secretaria de Assistência Social de seu município e solicitar a sua inclusão no programa.

IMPORTANTE! Os dados cadastrais têm que ser atualizados de dois em dois anos ou sempre que houver uma mudança na unidade familiar para evitar futuros problemas no CadÚnico. Não corra riscos desnecessários e acabe ficando com seus benefícios bloqueados, cancelados ou suspensos!

Finalmente o responsável pela unidade familiar deve de entrar em contato com uma operadora que atue na sua região para solicitar a inscrição no programa. Podendo ser Oi (Brasil Telecom), Vivo (Telefônica), Algar Telecom ou Sercomtel.

como adquirir telefone popular aice

Os telefones de atendimento das concessionárias são:

  • Telefone Popular CTBC Telecom: 10312
  • Telefone Popular Oi: 10314 ou 10331
  • Telefone Popular Telefônica/Vivo: 10315
  • Telefone Popular Sercomtel: 10343

Será necessário fornecer dados pessoais, como RG, CPF e NIS (Número de Inscrição Social, o mesmo do Bolsa Família) ou outro documento cadastrado (Título de Eleitor ou RANI). A operadora deve analisar as informações prestadas e entrar em contato novamente para informar se você foi aprovado para participar do programa ou não.

Uma vez feita a solicitação a instalação da linha telefônica deve ocorrer no prazo de 7 dias no endereço da unidade familiar registrado no Cadastro Único.

Tem custo a instalação da linha?

O Telefone Social tem uma taxa de habilitação que pode variar para cada operadora e Estado em que o beneficiado vive.

Vale lembrar que só é permitido uma linha telefônica por grupo familiar, ou seja, uma linha de telefone fixo para cada Cartão Bolsa Família. A única exceção é para o caso de haver mais de uma família morando no mesmo local. Nesse caso, a instalação de outra linha para a outra família será permitida.

o que é telefone popular

O número de linhas de telefone popular cresce no país

Na atualidade a grande maioria de familias incluídas no Cadastro Único com linha de telefone popular do Brasil estão no estado de São Paulo, com mais de 50,1 mil linhas fixas instaladas e activas, seguido pelo Rio de Janeiro, com perto de 22 mil linhas, e Bahia, com umas 21,4 mil linhas.

A prestadora Oi é a que tem o maior número de clientes do telefone popular, com mais de 126,7 mil linhas, seguida pela Telefônica, com umas 50,1 mil linhas ativas.

Você já conhecia o Telefone Bolsa Familia ou esta conhecendo ainda agora? Tem alguma experiência para compartilhar? Deixe comentários, dúvidas ou sugestões nos formulários abaixo! 😀

Deixe o seu Comentário!